20 de novembro de 2019
Foto:
05/11/2019 09:22
Vereadores aprovam MOÇÃO DE REPÚDIO a Empresa ENERGISA
Sessão Ordinária

Vereadores aprovam MOÇÃO DE REPÚDIO a Empresa ENERGISA

O Vereador José Natan de Paula Dias e os demais parlamentares apresentaram na sessão ordinária realizada dia 4 de novembro de 2019, na Câmara Municipal de Aparecida do Taboado MOÇÃO DE REPÚDIO a Empresa ENERGISA, concessionária de energia elétrica de Mato Grosso do Sul, pela má qualidade dos serviços ofertados, com constantes cortes no fornecimento de energia, e pelo aumento de tarifas e cobranças abusivas praticadas pela empresa no município de Aparecida do Taboado.

A Câmara de Vereadores, através de seus representantes, apresentou a presente moção, que tem por escopo acatar o clamor da população aparecidense contra a companhia de energia elétrica Energisa, que vem impondo de forma desrespeitosa uma rotina de serviços ruins e preços altos.

A Energisa é a empresa que mais possui reclamações por parte dos consumidores perante o PROCON deste Município, sendo que no período de 01/01/2018 a 04/11/2019 já somam 123 (cento e vinte e três) registros de atendimentos, em virtude de aumento injustificado da tarifa, indicação de consumos exagerados e irreais, queda constante de energia, entre outros, o que levou a concessionária ao topo das reclamações, com 15,49%.

Entre as diversas reclamações formuladas pelos consumidores destacamos que nos últimos meses a tarifa de consumo de energia elétrica subiu a níveis alarmantes, sem qualquer justificativa plausível por parte da concessionária, causando muita preocupação nos consumidores, que não estão conseguindo pagar suas contas mensais.

Os vereadores disseram que tem verificado também que os cortes no fornecimento de energia elétrica pela empresa Energisa continuam frequentes e sem qualquer critério, inclusive a interrupção ocorre também nos feriados e finais de semana, sendo que neste último Dia de Finados houve falta de energia elétrica na parte central da cidade; no dia 15/10/2019, por volta das 22 horas e no dia seguinte, 16/10/2019, a interrupção no fornecimento ocorreu por volta das 11 horas. Tal fato, além dos transtornos advindos por falta de energia, têm ocorrido ainda problemas com aparelhos elétricos e eletrônicos, sobretudo eletrodomésticos, que no momento das oscilações da energia resultam em casos da queima de equipamentos.

Sendo colocada a Moção em discussão o vereador autor José Natan declarou que no último mês, mais de três vezes faltou energia, “inclusive ficamos sem água, pela falta de energia e já existem aproximadamente 115 reclamações no PROCON Municipal”.

Já o vereador Zezão disse que não queremos pagar pelas altas taxas. “Estamos pagando o que não consumimos”.

A mesma colocada em discussão foi aprovada por unanimidade de votos.

Texto/Fonte: